Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Santa Casa fará 24 mil atendimentos médicos a mais em Franca até 2022

santa-casa-fara-24-mil-atendimentos-medicos-a-mais-em-franca-ate-2022

Pelos próximos quatro anos, a Santa Casa de Franca terá de realizar aproximadamente 24 mil atendimentos a mais nas áreas de ginecologia e obstetrícia. A determinação faz parte de um acordo assinado entre o hospital e o Ministério Público do Trabalho.
 
Em 2008, 2009 e 2010, segundo o MPT, a Santa Casa cometeu inúmeras irregularidades no cumprimento da legislação trabalhista. Por conta disso, assinou três TAC (Termos de Ajustamento de Conduta), uma espécie de acordo, com a Procuradoria Pública para corrigir essas irregularidades, mas eles não foram cumpridos. Assim, em 2011, o procurador do Trabalho Henrique Corrêa, ingressou com uma ação judicial contra o hospital, cobrando as multas pelo descumprimento. As obrigações descumpridas pelo hospital estão relacionadas à prorrogação ilegal de jornada de trabalho, não concessão de intervalos intrajornada e interjornada e ausência de descanso semanal remunerado.
 
Na última quarta-feira, 20 de junho, o hospital decidiu fazer um novo acordo. Em vez de pagar as multas, propôs substituir o valor por atendimentos nas áreas de ginecologia e obstetrícia. Pelo acordo, a Santa Casa se compromete a realizar todos os meses 500 novos atendimentos até 2022. Serão consultas destinadas a pacientes da rede pública de saúde, que terão início no dia 1º de agosto. 
 
A seleção das pessoas beneficiadas será feita por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Segundo o secretário da pasta, Rodolfo Moraes, ainda não está definida a forma como serão esses atendimentos. 
 
“Estamos estudando possibilidades. Entre elas, destinar essas consultas às gestantes que estão no final da gestação, destinar para atender toda a fila de espera ou ainda a programas especiais.”
 
Moraes afirmou que a decisão deve aliviar um setor alvo das principais queixas da população. “Essas consultas extras vão ser muito importantes para que possamos melhorar o atendimento na área de ginecologia. E, o mais importante, sem custos para o município.”
 
Os atendimentos a serem oferecidos à população não abrangem aqueles que já são realizados pelo hospital. O não cumprimento deste novo acordo implicará em multa no valor de R$ 1 milhão. Os atendimentos médicos não eximem a Santa Casa da regularização de jornada de trabalho dos seus mais de 1,8 mil empregados. 
 

Foto de: Dirceu Garcia/Comércio da Franca

Fonte: http://gcn.net.br/noticias/379982/franca/2018/06/santa-casa-fara-24-mil-atendimentos-medicos-a-mais-em-franca-ate-2022

Imprimir