Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

Ligação para prevenção ao suicídio se torna gratuita em todo o país

ligacao-para-prevencao-ao-suicidio-se-torna-gratuita-em-todo-o-pais

No último domingo (1º), as ligações para o Centro de Valorização da Vida ( CVV ), associação de auxílio na prevenção ao suicídio, se tornaram gratuitas em todo País. Os únicos quatro estados que ainda não tinham o serviço à disposição gratuitamente eram Bahia, Maranhão, Pará e Paraná, que agora se juntaram aos demais devido a uma parceria com o Ministério da Saúde. 

Assim, a partir de agora, as pessoas que desejarem fazer uma ligação para prevenção do suicídio podem ligar para o número 188 de qualquer lugar do País e encontrarão uma pessoa treinada para oferecer ajuda com toda a segurança. A expectativa do CVV é atender mais de 2,5 milhões de ligações esse ano.

Segundo o neurocirurgião e neurologista, Marco Aurélio Ubiali, a pessoa com depressão e pensamentos suicidas poderão ter grande ajuda através dessas ligações gratuitas. “Foi uma bela notícia, afinal os números de pessoas depressivas e que se matam são alarmantes”, disse o médico francano, que vê o trabalho do CVV como complementar a medicina tradicional. “A pessoa ter para quem ligar nos momentos de crise é muito importante, não exclui o tratamento médico, mas é um complemento”, concluiu o Ubiali, há mais de 40 anos trabalhando nesta área.

Dados

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 850 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no mundo, sendo a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Setenta e cinco por cento dos suicídios ocorrem em países de baixa e média renda. Ainda de acordo com a OMS, estima-se que mais de 340 milhões de pessoas, de todas as idades, sofrem de depressão no mundo todo.

Atualmente, a depressão é apontada como a quinta maior questão de saúde pública pela OMS, sendo que até 2020 deverá estar em segundo lugar.

Brasil

Somente no Brasil são cerca de 13 milhões de depressivos, é o quarto país com maior crescimento de casos de suicídio na América Latina, com um aumento de 10,4% na última década. De 2000 a 2015, os suicídios aumentaram 65% dos 10 aos 14 anos e 45% dos 15 aos 19 anos (Mapa da Violência no Brasil).

 

 

 

 

 

Fonte: Comunicação l Dr. Ubiali

Imprimir