Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

A era dos computadores nos dias de hoje

a-era-dos-computadores-nos-dias-de-hoje

A cada dia a vida cotidiana tende a se tornar uma experiência mais personalizada.
O nosso mundo torna-se cada vez mais receptivo com a evolução da tecnologia, fazendo com que haja agregação de valor dos computadores e a da robótica, ao homem.
A medida que haja a união da tecnologia com o homem, seremos pessoas mais inteligentes e mais saudáveis e viveremos em uma sociedade mais segura.
Isto se dará porque cada vez mais os computadores irão se adequar a nós e cada vez menos sofisticada será a exigência para termos acesso e agregamos o valar da tecnologia do computador e da robótica.
Muitos foram os avanços nestas áreas. Hoje já podemos reconhecer e identificar cada pessoa através de sua pisada. Esta tecnologia está sendo desenvolvido no Japão, pelo bio-engenheiro Todd Pataky que utiliza uma plataforma com 2000 sensores.
Uma das tecnologias mais interessantes está sendo desenvolvidas na Inglaterra que é a captação da imagem do rosto e do corpo. Com isso se pode determinar o sexo da pessoa e assim podemos direcionar propagandas especificamente conforme o sexo do provável cliente. Este algoritmo faz a leitura através de raios infravermelhos, sendo capaz de captar traços do rosto, movimentos sutis da face e das mãos com o que elabora sua análise interpretativa. A mesma tecnologia permite que com as mãos possamos controlar o avatar na tela fazendo todos os movimentos quê quisermos.
Outra tecnologia semelhante pode captar nossa imagem e fazer a leitura do rosto identificando  nossas emoções, através de gestos e expressões. AEsta tecnologia permite inclusive diferenciar se a emoção é verdadeira ou falsa.
A equipe da ‘3D Exposure’ de Londres procura tornar a propaganda cada vez mais personalizada. Através de sensores de luz infravermelha foi criado um algoritmo que reconhece o sexo da pessoa de forma correta em 95% das vezes e é capaz de, estatisticamente, perceber nossas preferências e identificar nossos sentimentos diante do que estamos vendo. Com isso as propagandas e regras poderão se adaptar ao nosso estado de espirito.
Temos mais de 50 movimentos musculares na face que demonstram nossas emoções e que são acompanhados de gestos. A analise deles permite a leitura de nossas emoções inclusive reconhecendo se são falsas ou verdadeiras. Essa interação, com o reconhecimento das nossas emoções, mudara a nossa relação com maquinas e computadores
A ideia que move está tecnologia e de sermos uma sociedade em que produtos e serviços sejam cada vez mais personalizados, inclusive na identificação e atendimento do nosso estado psicológico.
A utilidade disto segundo o programador Daniel McDuff é evitar que nossa interação com o computador seja frustrante. Hoje está inteiração é muito frustrante, pois ele interrompe quando você não quer ser interrompido ou demoram demais quando você precisa de rapidez. Quando os computadores forem capazes entenderem isso, puderem captar nossas emoções e se adequar a elas, nossa interação com eles
A IBM avançou na tentativa de que computadores entendam os humanos e possam interagir com eles de forma mais natural. Ela criou o Watson que é um computador que busca pensar de modo semelhante ao nosso e entender a linguagem humana.
Hoje apesar de estarmos na era dos computadores, inclusive carregando-os no bolso.  Eles resolverem quase todos os nossos problemas da vida cotidiana.
Ainda falham, pois somente fazem o que pedimos.
No fujturo os computadores além de nos ajudar na organização, também vão nos ajudar nas decisões mais complexas das nossas vidas.
O Watson da IBM representa a nova era dos computadores cognitivos que pensam e aprendem.
Os computadores cognitivos devem pensar, aprender e chegar ao entendimento perfeito com os seres humanos. Ainda são maquinas gigantescas como o Watson que tem 10 hackers, cada um com 9 servidores e cada servidor tem por sua vez que por sua vez 32 processadores o que nos leva a um total de 2.280 processadores.
O Watson funciona integrando vários programas diferentes, analisando especificidades a chamada analítica. É como se tivéssemos vários especialistas analisando um aspecto que depois é integrado, dando o resultado mais completo. Na saúde isso é fundamental,pois o conhecimento duplica a cada 5 anos, conforme afirma o diretor do projeto da IBM, Mano Saxena.
Hoje o diagnostico inicial em câncer é 44% das vezes equivocado. Para evitar isso temos que temos que evoluir para um sistema integrado de computação com quem possamos falar, descrever o caso com todos os detalhes e consultar tudo que foi escrito e é relevante sobre o caso. Somente assim podemos saber o que vai acontecer (prognostico) é o que se pode fazer. Este computador será capaz de analizar tudo de novo que há, o que é relevante ou não sobre determinado problema médico e ainda sugerir condutas.
Com computadores como o Watson da IBM, estamos criando uma nova cama de soluções de informática.
A IBM informa que em 2029 o Watson vai se equiparar ao pensamento humano e será mais desenvolvido do que qualquer um, em cada área do conhecimento. Terá até lá lido tudo na internet sobre qualquer assunto e será capaz de discernir o que é relevante do que não é. Ao processar praticamente tudo que foi escrito, ao conhecer tudo que foi publicado, será uma combinação poderosa.
A IBM pretende liberar a tecnologia Watson para que outras pessoas possam desenvolver aplicativos com estes dados nos próximos anos.
As cidades terão que ser mais inteligentes. Elas serão organismos vivos constituídas de vários sistemas como os sistemas de saúde, segurança e empresas. Serão lugares saudáveis onde as pessoas se sentiram seguras.
Com computadores como o Watson da IBM, estamos criando uma nova cama de soluções de informática.

Fonte: Comunicação l Dr. Ubiali

Imprimir